logo-pedro

Comitiva Luminense marca presença na 2ª Conferência Metropolitana da Grande São Luís

Capa1513

A conferência tem como principal objetivo discutir propostas inclusivas e sustentáveis na habitação, no planejamento territorial ] FOTO: Allef Armando

O município de Paço do Lumiar, sempre ativo em busca do progresso da cidade, participou, nesta quinta-feira (14), da Segunda Conferência Metropolitana da Grande São Luís (RMGSL), no Auditório do Palácio Henrique de La Rocque, em São Luís.

 

A abertura do evento, organizado pelo Governo do Estado, por meio da Agência Executiva Metropolitana (Agem), contou com a presença de autoridades, como o vice-governador Felipe Camarão (PT), dos secretários municipais de Paço do Lumiar, Walburg Neto (Semiu) e Alberlúcia Mendes (Semap), dos prefeitos de Rosário, Morros e Cachoreira Grande, Calvet Filho, Milton Sousa (o “Paraíba”) e César Castro, respectivamente, de representantes de entidades e uma palestra magna ministrada pelo presidente da Agência de Assuntos Metropolitanos do Paraná, Gilson Santos.

 

A conferência tem como principal objetivo discutir propostas inclusivas e sustentáveis na habitação, no planejamento territorial urbano, no trânsito, turismo, transporte, mobilidade e acessibilidade e no saneamento ambiental.

 

A programação terá continuidade nesta sexta-feira (15) e contará com palestra sobre a importância do Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado para implementação das funções públicas de interesse comum; Eleição dos membros do Conselho Participativo Metropolitano.

 

Para Walburg Neto, o ganho do evento é a troca de experiência e as propostas de soluções para o desenvolvimento dos 13 municípios. “O objetivo é analisar os desafios existentes nas 13 cidades que integram a RMGSL e estimular a participação ativa da comunidade na construção de um desenvolvimento sustentável”, explicou.

 

A Conferência também busca alinhar as discussões sobre gestão de resíduos. “É muito importante a presença do Meio Ambiente nessa conferência. Aqui, vamos tratar da proteção ambiental, a questão dos resíduos sólidos, do fim dos lixões que maltratam as pessoas. Em Paço do Lumiar, estamos enfrentando a problemática do descarte irregular, entre outras irregularidades com as normas ambientais vigentes. Queremos uma solução a esse problema que é de saúde pública, do meio ambiente e das futuras gerações”, ressaltou Alberlúcia Mendes, titular da Semap.

 

No ato, a sociedade civil de Paço do Lumiar foi representada pelos delegados Mairlane Damasceno, Kátia Bastos , Elene Carvalhal, Clauton Sampaio e Maria de Loudes Gaspar.

 

Clauton Sampaio, representante da Associação de Moradores do Residencial Cidade Verde (AMORCV), falou da importância desse momento de debate entre a Sociedade Civil e o Poder Público. “Estamos alinhando aquilo que nos une, que é o avanço das cidades da RMGSL, da qual Paço do Lumiar é pertencente e parte importante. Vamos trabalhar para sermos protagonistas”, afirmou.